Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Relatório de Gestão da ANA dá transparência às principais atividades da instituição em 2018

Notícias

Relatório de Gestão da ANA dá transparência às principais atividades da instituição em 2018

por Raylton Alves - ASCOM/ANA publicado: 02/04/2019 23h01 última modificação: 03/04/2019 19h13

Para prestar contas à sociedade, a Agência Nacional de Águas (ANA) disponibiliza o Relatório de Gestão 2018 com um balanço de sua atuação institucional para garantir os usos múltiplos da água e como está o desempenho da Agência nos seguintes eixos: governança, resultados de gestão, conformidade e alocação de recursos, além de demonstrações contábeis. Este documento também é enviado ao Tribunal de Contas da União (TCU) anualmente como forma de prestação de contas. 

“Trata-se de uma peça na qual todas as unidades organizacionais da ANA estiveram engajadas em demonstrar à sociedade quais foram as nossas contribuições e entregas para implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos, o fortalecimento dos entes do Sistema, a regulação do acesso a água e a nossa atuação nas crises hídricas”, explica o gerente geral de Estratégia da ANA, Nazareno Araújo. 

Segundo o Relatório, em termos de governança, a ANA teve a revisão do planejamento estratégico para o período 2019/2022 como uma de suas principais iniciativas no ano passado. O documento também destaca a instituição do Programa de Melhoria e Qualidade Regulatória, além dos Comitês de Governança, Riscos e Controles e de Integridade. Estas e outras iniciativas buscaram fortalecer a capacidade institucional da Agência e o seu processo decisório, com ganhos em termos de prestação de contas, transparência e eficiência. 

O Relatório de Gestão aponta que, em resposta aos eventos hidrológicos críticos vivenciados pelo Brasil, como secas e cheias, a ANA vem aprimorando os mecanismos para prevenir e minimizar seus efeitos em parceria com os entes integrantes do Sistema Nacional Gerenciamento de Recursos Hídricos (SINGREH), do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil e dos órgãos gestores estaduais. 

Outro ponto destacado pelo Relatório 2018 é a atuação da ANA na regulação e na fiscalização do uso da água com a finalidade de garantir o exercício do direito de acesso ao recurso, o que se torna mais evidente e necessário nas situações em que a demanda supera a oferta de água. Assim, a alocação eficiente da água entre os diferentes usuários e o controle do cumprimento das condições estabelecidas para o acesso e uso do recurso nos corpos hídricos vem sendo aplicada pela instituição principalmente no Nordeste, região que passa por seca desde 2012.

Clique aqui para acessar o Relatório de Gestão 2018. 

A ANA

Criada pela Lei nº 9.984/2000, a Agência Nacional de Águas é a agência reguladora dedicada a fazer cumprir os objetivos e diretrizes da Política Nacional de Recursos Hídricos, estabelecida pela Lei nº 9.433/1997, também conhecida como Lei das Águas. Para cumprir seu papel, a ANA atua especialmente em quatro linhas de ação: regulação dos recursos hídricos de domínio da União no Brasil, monitoramento da água doce na natureza, aplicação da Lei nº 9.433/97 e planejamento do uso e da gestão dos recursos hídricos, entre outras temáticas. Clique aqui para saber mais sobre a ANA.

Assessoria de Comunicação Social (ASCOM)
Agência Nacional de Águas (ANA)
(61) 2109-5129/5495