Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Oficina capacita especialistas brasileiros na temática de monitoramento de sedimentos

Notícias

Oficina capacita especialistas brasileiros na temática de monitoramento de sedimentos

por Raylton Alves - ASCOM/ANA publicado: 19/09/2019 19h31 última modificação: 20/09/2019 14h59
Exibir carrossel de imagens Marcela Coelho / Banco de Imagens ANA Abertura da Oficina sobre Monitoramento de Sedimentos

Abertura da Oficina sobre Monitoramento de Sedimentos

Raylton Alves com colaboração de Natália Batista

A Agência Nacional de Águas (ANA) sedia, em Brasília, a Oficina sobre Monitoramento de Sedimentos entre 16 e 20 de setembro. Durante o evento, palestrantes do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS na sigla em inglês), do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI) e da ANA abordam técnicas de monitoramento de sedimentos para cerca de 40 profissionais brasileiros com atuação no tema. Esta capacitação busca comparar as abordagens do Brasil e dos Estados Unidos para a coleta desse tipo de dados, avaliando técnicas de campo e resultados obtidos. 

O evento tem como objetivo avaliar a atual estrutura da rede de monitoramento de sedimentos no Brasil e discutir a possibilidade de futuros melhoramentos desta rede, por meio de sua adequação para suprir as necessidades brasileiras nos mesmos moldes da Rede Hidrometeorológica Nacional de Referência (RHNR). As palestras são ministradas em inglês e português e haverá transmissão ao vivo sempre no período da tarde pelo link: https://bit.ly/2kv8Gmq

Participam desta capacitação profissionais da ANA, do CPRM e da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Por parte do Serviço Geológico do Brasil, há técnicos que atuam nas seguintes capitais: Belém, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Goiânia, Manaus, Porto Alegre, Porto Velho, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Teresina. 

Durante o evento, são abordados os seguintes temas: a importância dos dados de sedimentos, técnicas de amostragem de sedimentos e Método de Incremento de Descarga Igual (IID). Haverá, ainda, apresentações sobre a Metodologia de Amostragem de Sedimentos utilizada na Rede de Sedimentos (ANA/CPRM), a Metodologia de Amostragem de Sedimentos usada na Rede de Sedimentos do USGS, dentre outros temas. Entre 18 e 19 de setembro os participantes também realizaram visitas de campo às estações de monitoramento Bananal, em Brasília, e Ponte São Bartolomeu, em Cristalina (GO). 

Além do coordenador de Dados e Informações Hidrológicas da ANA, Walszon Terllizzie Araújo Lopes, o evento também conta com os seguintes instrutores do USGS: Michael Manning, Molly Wood e Timothy Straub. Magda Cristina Ferreira Pinto, do CPRM, e Álvaro Jose Back, da EPAGRI, são os outros palestrantes.

Acordo com o USGS 

Esta oficina faz parte da contratação do USGS para capacitação técnica de profissionais brasileiros que atuem no planejamento e operação da Rede Hidrometeorológica Nacional, conforme o Memorando de Entendimento BR-20.0000 assinado em 2015 e vigente até 2025. Assinada pela ANA, CPRM e USGS; a cooperação prevê intercâmbios de informação técnica, treinamentos e pesquisas. Além da área de recursos hídricos, a parceria engloba outros temas, como: variabilidade climática e mudanças no uso da terra; ecossistemas; e perigos naturais, avaliações de riscos e resiliência.  

Assessoria de Comunicação Social (ASCOM)
Agência Nacional de Águas (ANA)
(61) 2109-5129/5495