Você está aqui: Página Inicial > Notícias > ANA participa da 1ª reunião do Comitê Interministerial de Saneamento

Notícias

ANA participa da 1ª reunião do Comitê Interministerial de Saneamento

Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, reforçou importância de fortalecimento da estrutura da Agência com servidores e orçamento.
publicado: 26/08/2020 17h49 última modificação: 02/09/2020 10h50
Exibir carrossel de imagens Jonilton Lima / Banco de Imagens ANA Diretora-presidente da ANA, Christianne Dias, durante a 1ª reunião do CISB

Diretora-presidente da ANA, Christianne Dias, durante a 1ª reunião do CISB

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) integrou mesa da 1ª Reunião Ordinária do o Comitê Interministerial de Saneamento Básico (CISB), realizada nesta quarta-feira, 26 de agosto, no Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). A reunião foi presidida pelo ministro da pasta, Rogério Marinho, e a diretora-presidente da ANA, Christianne Dias, representou a Agência.

Na abertura da reunião, Marinho reforçou aos participantes a importância da estruturação da ANA com a recepção de servidores para compor o quadro da Agência e orçamento. Neste primeiro encontro do CISB também estiveram na pauta a deliberação do Regimento Interno do colegiado e apresentações dos ministérios que compõem o Comitê quanto a ações e investimentos relacionados ao saneamento básico. 

Também foram aprovados os Grupos de Trabalho do CISB para direcionar a atuação do colegiado, com foco na atração de investimentos e propostas de regionalização. A próxima reunião do Comitê Interministerial acontece dentro de 30 dias.

Participaram da reunião, ainda, o secretário-executivo do MDR, Cláudio Seefelder; o secretário nacional de Saneamento da pasta, Pedro Maranhão; os deputados federais Enrico Misasi, Evair Vieira de Melo e Geninho Zualiani; o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Antônio Élcio Franco; o secretário de Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, André Luiz França; o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys; o secretário-executivo da Casa Civil, Sérgio Pereira; e o secretário nacional de Infraestrutura Turística do Ministério do Turismo, Vicente Alves de Oliveira.

O CISB

Criado por meio do Decreto nº 10.430/2020, publicado em 21 de julho, o Comitê Interministerial de Saneamento Básico (CISB) tem a tarefa de assegurar a implementação da política federal de saneamento básico. Além disso, o grupo fará a articulação de órgãos e entidades da União a fim de alocar recursos financeiros para o setor em prol da universalização dos serviços de saneamento e da ampliação dos investimentos públicos e privados no setor. Ainda caberá ao CISB aperfeiçoar os critérios de priorização para o acesso a recursos federais para saneamento, levando em consideração as normas de referência que serão editadas pela ANA.

Previsto no novo marco legal do saneamento Básico, Lei nº 14.026/2020, o CISB atuará para articular o Plano Nacional de Saneamento Básico, o Plano Nacional de Resíduos Sólidos e o Plano Nacional de Recursos Hídricos com base em estudos e relatórios apresentados pela ANA. O grupo trabalhará, ainda, para coordenar, articular e avaliar a gestão do Plano Nacional de Saneamento Básico em âmbito federal.

Participam do CISB representantes da Casa Civil da Presidência da República e dos seguintes ministérios: Desenvolvimento Regional, Saúde, Economia, Meio Ambiente e Turismo. A presidência do grupo será exercida pelo representante do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e a Secretaria-Executiva do CISB ficará por conta da Secretaria Nacional de Saneamento da pasta.

ANA e o marco legal do saneamento

Com a publicação do novo marco legal do saneamento básico, a ANA passou a se chamar “Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico”. Outra alteração trazida pela Lei nº 14.026/2020 foi a nova atribuição regulatória da instituição: editar normas de referência, contendo diretrizes, para a regulação dos serviços públicos de saneamento básico no Brasil. A mudança busca uniformizar normas do setor para atrair mais investimentos para saneamento.

Tais regras terão diretrizes gerais sobre padrões de qualidade e eficiência na prestação; manutenção e operação dos sistemas de saneamento básico; regulação tarifária dos serviços públicos de saneamento; metas de universalização de tais serviços; redução progressiva e controle da perda de água; sistema de avaliação do cumprimento de metas de ampliação e universalização da cobertura dos serviços públicos de saneamento básico; dentre outros temas.

Para saber mais sobre a nova competência da ANA na regulação do saneamento, acesse a página www.ana.gov.br/saneamento, que contém informações para que todos possam compreender melhor o que muda no para a Agência com o novo marco legal do saneamento.

Assessoria de Comunicação Social (ASCOM)
Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)
(61) 2109-5495/5103/5129