Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Sistemas de Informações sobre Recursos Hídricos são discutidos na ANA

Sistemas de Informações sobre Recursos Hídricos são discutidos na ANA

por ASCOM/ANA publicado 08/04/2008 00h00, última modificação 14/03/2019 16h35
Reunir, dar consistência e divulgar os dados e informações sobre a situação quanti-qualitativa da água: estes são os objetivos do Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos (SNIRH), sob a responsabilidade da Agência Nacional de Águas (ANA). Com o intuito de aprimorar esse instrumento,
Reunir, dar consistência e divulgar os dados e informações sobre a situação quanti-qualitativa da água: estes são os objetivos do Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos (SNIRH), sob a responsabilidade da Agência Nacional de Águas (ANA). Com o intuito de aprimorar esse instrumento, a ANA recebeu hoje (8/4) o chefe da Divisão de Sistemas de Informação da Água do Office Internacional de l’Eau (OIEau), Paul Haener, que apresentou os componentes, fundamentos e funcionamento do sistema francês de informações sobre a água.

Instituição com a qual a ANA desenvolve um acordo de cooperação técnica, o Office de l’Eau tem como um de seus objetivos apoiar o desenvolvimento do sistema francês de informações sobre água. Assim como no caso brasileiro, o sistema da França funciona de forma participativa e descentralizada.

Participaram da reunião com Haener os diretores Dalvino Franca e Oscar Cordeiro Netto, além do superintendente de Gestão da Informação da ANA, Sérgio Barbosa, e de outros técnicos da Agência.

Aprimorando o sistema
Parceria da ANA com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), por meio do fundo setorial CT-Hidro, tem aportado recursos financeiros para a concepção integrada, participativa e abrangente de normas e padrões para as atividades de monitoramento de recursos hídricos, bem como de diversas ferramentas hidrológicas. A parceria ANA-MCT envolve a participação de importantes universidades e centros de pesquisa, organizados em quatro Redes de Pesquisa.