Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Projeto quer reutilizar águas do Riacho de Bodocongó

Projeto quer reutilizar águas do Riacho de Bodocongó

por Fonte: PB Agora publicado 07/06/2010 00h00, última modificação 14/03/2019 16h42
Núcleo funcionará na Caatingueira e reutilizará 700 m3 de água por dia. As águas serão usadas na indústria e na agricultura. Representantes de diversos órgão públicos estiveram reunidos na tarde desta segunda, dia 7, na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), debatendo o funcionamento de uma subestação de tratamento para reuso das águas do Riacho de Bodocongó.
UFCG coordena projeto para reutilização das águas do Riacho de Bodocongó
 
Núcleo funcionará na Caatingueira e reutilizará 700 m3 de água por dia. As águas serão usadas na indústria e na agricultura. Representantes de diversos órgão públicos estiveram reunidos na tarde desta segunda, dia 7, na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), debatendo o funcionamento de uma subestação de tratamento para reuso das águas do Riacho de Bodocongó. A unidade, que está sendo reformada na Catingueira, vai tratar as águas para reutilização na agricultura e na indústria. O projeto é fomentado pela Agência Nacional de Águas (ANA) e será coordenado pela UFCG. Iniciada há dois anos, a reforma do núcleo de reuso da água está prevista para terminar em setembro. A obra e a aquisição dos equipamentos estão orçadas em R$ 5 milhões e a expectativa é que a unidade reutilize 700 metros cúbicos de água por dia.
 
De acordo com o sub-prefeito da UFCG, Antônio Farias Leal, serão construídas adutoras paralelas às da Cagepa, que levarão as águas tratadas pelo núcleo até as indústrias localizadas na alça sudoeste de Campina Grande e também para as áreas de irrigação. “Com esse tratamento, além da economia gerada pela reutilização da água, estamos contribuindo para a despoluição do Riacho de Bodocongó e melhorando as condições ambientais daquele lugar”, avalia.
 
O núcleo também servirá como espaço para desenvolvimento de pesquisas. É o que afirma o coordenador do projeto, professor Geraldo Baracuhy. “Contaremos com a participação de professores e alunos de pós-graduação da UFCG, que utilizarão o espaço para desenvolver trabalhos sobre aproveitamento e reuso de águas de mananciais”, explica. O superintendente adjunto de Implementação de Programas e Projetos da ANA, Humberto Cardoso, ressaltou a confiança na coordenação do projeto pela UFCG. “Pelo nível de excelência acadêmico que temos nesta universidade temos certeza que este núcleo servirá de modelo para outras unidades que serão instaladas no país”, disse.
 
Também esteve presente à reunião o reitor da UFCG, Thompson Mariz, que enfatizou a importância de projetos como estes serem desenvolvidos pela instituição. “Ao coordenar esse projeto, mais uma vez a UFCG se consolida como um centro de excelência no desenvolvimento de pesquisas para reuso da água, como também, cumpre a função social da universidade que é contribuir com a sociedade buscando a melhoria da qualidade de vida”, ressaltou.
 
Sob coordenação da UFCG, além da ANA, fazem parte do conselho gestor do Núcleo de Reuso de Água, a Companhia de Águas e Esgotos da Paraiba (Cagepa), a Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) e a Agência Executiva de Gestão das Àguas do Estado da Paraíba (AESA). Também participaram da reunião, representantes da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e do Instituto Nacional do Semiárido (INSA). 
 
Ascom/UFCG
 
Texto:Fonte: PB Agora