Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Manobra de Sarney para aprovar indicado para agência foi 'equívoco', diz presidente da CCJ

Manobra de Sarney para aprovar indicado para agência foi 'equívoco', diz presidente da CCJ

por Jornal Pequeno publicado 28/04/2010 00h00, última modificação 14/03/2019 16h41
O presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, Demóstenes Torres (DEM-PI), classificou nesta terça-feira como “equívoco” a manobra do presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), que resultou na aprovação da indicação de Paulo Rodrigues Vieira para a diretoria da ANA (Agência Nacional de Águas).
O presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, Demóstenes Torres (DEM-PI), classificou nesta terça-feira como “equívoco” a manobra do presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), que resultou na aprovação da indicação de Paulo Rodrigues Vieira para a diretoria da ANA (Agência Nacional de Águas). O nome de Vieira havia sido rejeitado pelo plenário no final do ano passado com apoio de governistas. Demóstenes foi instado pelo próprio Sarney a se pronunciar sobre o assunto, uma vez que os líderes da oposição entraram com recurso na Mesa para anular a nova votação.

O presidente do Senado colocou a revotação na pauta do dia 14, quando o plenário se preparava para analisar indicações ao STM (Superior Tribunal de Justiça) e ao STJ (Superior Tribunal de Justiça).
Texto:Jornal Pequeno