Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Manifesto pelo saneamento básico

Manifesto pelo saneamento básico

por ASCOM ANA/ITB publicado 08/06/2010 00h00, última modificação 14/03/2019 16h42
Reproduzimos abaixo o manifesto em favor da universalização do saneamento básico no Brasil, escrito pelo presidente executivo do Instituto Trata Brasil (ITB), que possui acordo de cooperação técnica com a Agência Nacional de Águas (ANA):
Reproduzimos abaixo o manifesto em favor da universalização do saneamento básico no Brasil, escrito pelo presidente executivo do Instituto Trata Brasil, que possui acordo de cooperação técnica com a Agência Nacional de Águas (ANA):
 
Prezados Senhores;
 
O Instituto Trata Brasil convida seus colabores para participar de um manifesto na Internet pela universalização do saneamento básico no Brasil. Renegada à condição de "primo-pobre" da infraestrutura do país, a falta de saneamento, principalmente coleta e tratamento de esgotos, gera impactos brutais na saúde da população e no meio ambiente, notadamente poluindo nossos rios, lagos e mares.
 
Pelo lado da saúde, segundo a própria ONU, R$ 1,00 aplicado em coleta e tratamento de esgoto reduz em R$ 4,00 os custos em saúde pública corretiva. No Brasil, entidades ligadas à saúde infantil estimam que morrem 7 crianças por dia por doenças transmitidas pela água inadequada. Mesmo assim, os políticos dão as costas para o problema, uma vez que sempre prevalece a tese de que "obra enterrada não dá votos".
 
Outros estudos realizados pelo Instituto Trata Brasil, da qual assumi a presidência em Abril, e Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) mostram que o impacto dos esgotos a céu aberto vai muito além da poluição generalizada e dos danos à saúde das crianças; causa ausências no trabalho, redução no turismo, queda no aprendizado escolar, entre muitos outros impactos que antes ficavam invisíveis ao olhar da nossa população.
 
Se o Brasil quer mesmo ser um país do futuro, precisa acertar contas com seu passado. Assine o manifesto; eu assinei e recomendo.
 

Atenciosamente,
André Oliveira Castro
Presidente Executivo
Instituto Trata Brasil
Texto:ASCOM ANA/ITB