Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Inscrições abertas para o seminário “Hidrometração individualizada em prédios de Maceió”

Inscrições abertas para o seminário “Hidrometração individualizada em prédios de Maceió”

por ASCOM/ANA publicado 14/10/2007 23h00, última modificação 14/03/2019 16h36
Estão abertas as inscrições para o seminário “Hidrometração individualizada em prédios de Maceió”, promovido pela Agência Nacional de Águas (ANA) em parceria com a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal). O evento será realizado nos dias 25 e 26 de outubro, no Auditó
Carol Braz

Estão abertas as inscrições para o seminário “Hidrometração individualizada em prédios de Maceió”, promovido pela Agência Nacional de Águas (ANA) em parceria com a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal). O evento será realizado nos dias 25 e 26 de outubro, no Auditório do Sesc Poço (Rua Pedro Paulino, nº 40), em Maceió. Os interessados em participar devem enviar a ficha de inscrição para o e-mail nelicasal@oi.com.br até o dia 19 de outubro. Serão ofertadas 100 vagas gratuitamente.

O seminário é voltado para gestores públicos, construtores, imobiliárias, engenheiros de obras, projetistas, síndicos, técnicos das companhias de saneamento e demais pessoas interessadas no tema. O objetivo é mobilizar e capacitar os entes públicos e privados envolvidos no processo de medição individualizada, além de difundir seus conceitos e aplicações.

O sistema consiste em instalar um hidrômetro para cada unidade habitacional, permitindo que o consumidor pague apenas pelo que realmente consumir. Outro benefício constatado é a notada redução nos valores cobrados nas contas dos condomínios, que chegam à surpreendente casa de até 25% de economia.

Mais informações com Neli, pelo telefone (82) 3315-3029.


Saiba mais

A ANA vem trabalhando com a difusão da medição individualizada de água em condomínios desde 2004. Seminários como este já foram realizados em mais de 15 cidades brasileiras.

A principal vantagem do sistema é garantir que cada morador saiba o volume exato de seu consumo de água, além de pagar apenas pelo que consumir. Essa concepção tem mostrado uma economia de 17% a 25% nas contas dos condomínios. A iniciativa reduz o desperdício e estimula o uso racional da água.

Este tipo de medição também representa uma considerável redução da inadimplência. Em Goiânia, por exemplo, onde a individualização já é comum, o índice de inadimplentes é de apenas 2%.