Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Brasil lança sítio oficial de sua participação na Expo Zaragoza 2008

Brasil lança sítio oficial de sua participação na Expo Zaragoza 2008

por ASCOM/ANA publicado 11/06/2008 00h00, última modificação 14/03/2019 16h35
Um sítio eletrônico dedicado à programação da Expo Zaragoza 2008, evento internacional que vai mobilizar mais de cem países em torno da questão da água e do desenvolvimento sustentável. Acesse www.brasilnaexpo2008.com.br e confira tudo o que vai acontecer nos três me
Denise Caputo

Um sítio eletrônico dedicado à programação da Expo Zaragoza 2008, evento internacional que vai mobilizar mais de cem países em torno da questão da água e do desenvolvimento sustentável. Acesse www.brasilnaexpo2008.com.br e confira tudo o que vai acontecer nos três meses de feira: mesas redondas, painéis, apresentações culturais etc. No portal, o internauta encontrará fotos, notícias e vídeos sempre atualizados.

Realizada de 14 de junho a 14 de setembro, a Expo Zaragoza 2008 vai envolver governos, organizações da sociedade civil, organismos internacionais e empresas no debate sobre o uso sustentável da água. O Brasil vai levar sua diversidade cultural e experiência na gestão das águas para a feira.

Programas em destaque
Entidade responsável pela implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos, a Agência Nacional de Águas (ANA) vai mostrar as seguintes iniciativas na Expo Zaragoza 2008:

Programa Despoluição de Bacias Hidrográficas (Prodes)
O Prodes tem como objetivo estimular a implantação de sistemas de esgotamento sanitário, reduzindo os índices de poluição dos rios brasileiros. Sem financiar diretamente obras ou equipamentos, o programa remunera o prestador de serviços de saneamento em razão dos índices de abatimento da poluição.

Proágua
Investimentos em infra-estrutura e em gestão de recursos hídricos: esta é a receita que melhorou a qualidade de vida de 4,7 milhões de pessoas na região semi-árida. Com o apoio do Banco Mundial, o governo brasileiro agora amplia o programa para o restante do país.

Atlas Nordeste
Partindo do diagnóstico do abastecimento de água em mais de 1,3 mil cidades dos nove estados do Nordeste e do Norte de Minas Gerais, a Agência Nacional de Águas (ANA) aponta alternativas para ajudar a resolver as demandas atuais e futuras de água na região. Os benefícios do Atlas Nordeste alcançam cerca de 34 milhões de brasileiros.

Gestão descentralizada e participativa das águas
Com os comitês de bacia, integrados por representantes do poder público, dos setores usuários e da sociedade civil organizada, o Brasil vem demonstrando consideráveis avanços na gestão descentralizada e participativa de seus recursos hídricos.

Rede Hidrometeorológica
A Rede Hidrometeorológica conta com mais de 13,7 mil estações em todo o Brasil. Ela coleta dados fluviométricos e pluviométricos, subsidiando as decisões dos gestores de recursos hídricos e o desenvolvimento de estudos. Algumas estações possuem monitoramento telemétrico, o que permite acompanhar, em tempo real, os dados de chuvas e o nível dos rios.