Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Após enchentes 19 cidades vão ter que mudar de lugar

Após enchentes 19 cidades vão ter que mudar de lugar

por Fonte: Portal Correio publicado 01/07/2010 00h00, última modificação 15/03/2019 09h19
Mapeamento do governo de Alagoas e da ANA (Agência Nacional de Águas) concluído nesta quinta-feira (1º) dá conta que 19 cidades afetadas pelas chuvas no Estado serão reconstruídas em outro local, segundo o secretário de Meio Ambiente, Alex Gama.
Quinta, 1 de Julho de 2010 - 23h08 
 
Mapeamento do governo de Alagoas e da ANA (Agência Nacional de Águas) concluído nesta quinta-feira (1º) dá conta que 19 cidades afetadas pelas chuvas no Estado serão reconstruídas em outro local, segundo o secretário de Meio Ambiente, Alex Gama. Todas as cidades têm bairros que permanecerão onde estão, mas a maior parte deve ir para regiões mais altas. O estudo começou na segunda-feira (25), conforme o R7 antecipou. Todas as cidades ficam próximas dos rios Mundaú, Paraíba e Ipanema.
 
Segundo a assessoria de imprensa da Seinfra (Secretaria de Estado da Infraestrutura), 17 mil casas terão que ser reconstruídas em outro local, afetando cerca de 68 mil pessoas. O governo ainda não terminou o levantamento de onde as cidades serão reconstruídas. Em nota, a Seinfra afirmou que “prefeituras e o governo estadual estão trabalhando no sentido de reconstruir casas e prédios públicos destruídos ou danificados em áreas mais altas e seguras”.
 
Alex Gama, o secretário estadual de Meio Ambiente, afirma que o governo passará a fazer estudos geológicos e topográficos com imagens de satélites a fim de encontrar os locais mais adequados.
 
Uma das cidades terá de ser praticamente toda reconstruída em outro lugar. Branquinha foi 80% destruída, segundo Gama. A prefeita da cidade, Renata Moraes, já havia anunciado essa medida há pouco mais de uma semana.
As secretarias do Meio Ambiente e da Infraestrutura não souberam informar quanto a reconstrução deverá custar, mas as obras serão pagas com os R$ 275 milhões dados pelo governo Federal ao Estado. A maioria das casas serão reconstruídas pelo programa de incentivo para habitação Minha Casa, Minha Vida.
 
A reportagem não conseguiu entrar em contato com nenhum técnico da ANA que participou do levantamento.
 
Balanço
 
O último boletim da Defesa Civil, divulgado na segunda-feira (28), afirma que as chuvas deixara 37 pessoas mortas no Estado, 69 desaparecidas, 26.618 desabrigadas e 47.897 desalojadas. No total, mais de 181 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas.
 
Em Pernambuco, Estado vizinho que também foi afetado pelas chuvas, 20 pessoas morreram. As chuvas atingem o Nordeste desde o dia 17 do mês passado.
 
Veja quais municípios terão parte reconstruída em outro lugar:
 
* São Luiz do Quitunde,
* Matriz do Camaragibe,
* Jundiá,
* Ibateguara,
* Quebrângulo,
* Santana do Mundaú,
* Joaquim Gomes,
* São José da Laje,
* União dos Palmares,
* Branquinha,
* Paulo Jacinto,
* Murici,
* Rio Largo,
* Viçosa,
* Atalaia,
* Cajueiro,
* Capela,
* Jacuípe,
* Satuba.
 
Do R7
Texto:Fonte: Portal Correio