Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > ANA renova convênio para a operação de estações hidrométricas em São Paulo

ANA renova convênio para a operação de estações hidrométricas em São Paulo

por ASCOM/ANA publicado 25/12/2006 23h00, última modificação 14/03/2019 16h36
As bacias dos rios Grande, Tietê e Paraná evidenciam diversos conflitos com relação aos usos múltiplos de seus recursos hídricos, ressaltando a necessidade de monitoramento da quantidade e da qualidade das águas. Atenta a isso, a Agência Nacional de Águas (ANA) prorrogou convênio com a Fundação Cen
As bacias dos rios Grande, Tietê e Paraná evidenciam diversos conflitos com relação aos usos múltiplos de seus recursos hídricos, ressaltando a necessidade de monitoramento da quantidade e da qualidade das águas. Atenta a isso, a Agência Nacional de Águas (ANA) prorrogou convênio com a Fundação Centro Tecnológico de Hidráulica (FCTH), para a operação e a manutenção de estações hidrométricas no estado de São Paulo.

O termo aditivo foi assinado no final da manhã de hoje (26/12) pelo diretor-presidente substituto da ANA, Dalvino Franca, e pelo diretor-presidente da FCTH, Ricardo Curi. Com validade estendida para dezembro de 2007, o convênio assegura o fornecimento de informações pluviométricas e de dados sobre a vazão e o nível dos rios.

Mas, afinal, para que serve, em termos práticos, esse tipo de informação? Além de essenciais para as ações da ANA, esses dados são fundamentais para os estudos e projetos que demandam o conhecimento das disponibilidades hídricas e dos potenciais hidráulicos das bacias hidrográficas.

“As informações hidrológicas são cada vez mais relevantes para o desenvolvimento da agricultura, para a implantação de loteamentos, para o abastecimento urbano e para a prevenção de cheias”, apontou o engenheiro Ricardo Curi, diretor-presidente da FCTH.