Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > ANA: novo diretor-presidente toma posse

ANA: novo diretor-presidente toma posse

por Fonte: Gazeta de Piracicaba publicado 26/01/2010 23h00, última modificação 14/03/2019 16h39
Vicente Andreu Guillo, atual secretário Nacional de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, é o novo diretor-presidente da ANA - Agência Nacional de Águas - em substituição a José Machado, cujo período de gestão acabou em 20 de dezembro.
José Machado, ex-prefeito de Piracicaba, deixa o cargo que exercia desde 2005
 
Vicente Andreu Guillo, atual secretário Nacional de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, é o novo diretor-presidente da ANA - Agência Nacional de Águas - em substituição a José Machado, cujo período de gestão acabou em 20 de dezembro. José Machado, que passou por duas gestões, deve discutir proposta para uma nova missão. Machado foi presidente da ANA de 14 de janeiro de 2005 a dezembro de 2009 - com um primeiro mandato de apenas um ano que cobriu a saída de Jerson Kelman.
 
O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, também nomeou diretor João Gilberto Lotufo Conejo, atual superintendente de Planejamento de Recursos Hídricos da ANA. Ele vai substituir Bruno Pagnoccheschi. Os dois diretores serão empossados nesta quinta-feira (28) pelo Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc.
 
À frente da SNRHU desde junho de 2008, Vicente Andreu também foi secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente de Campinas e presidiu a Sanasa (2001 a 2004), companhia de saneamento de Campinas. Já Lotufo é engenheiro, especialista na área de recursos hídricos, e está na casa desde 2001. Ele coordenou a elaboração do Atlas de Abastecimento Urbano de Águas, estudo lançado recentemente pela ANA que identificou a situação dos mananciais e sistemas de produção de água em quase três mil municípios.
 
A diretoria colegiada da ANA é composta por cinco membros. Também integram a diretoria Dalvino Franca, que atualmente exerce a função de diretor-presidente interino, e Paulo Varella. O mandato de cada diretor é de quatro anos, podendo ser reconduzido uma única vez.

Texto:Fonte: Gazeta de Piracicaba