Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Agência Nacional de Águas monta sistema de alerta de enchentes

Agência Nacional de Águas monta sistema de alerta de enchentes

por Fonte: Gazetaweb publicado 28/06/2010 00h00, última modificação 15/03/2019 09h19
Nesta segunda-feira (28), técnicos da Agência Nacional de Águas (ANA) chegaram a Maceió para implantar o Sistema Geral de Alerta do Estado, similar ao instalado em Santa Catarina. Os representantes do órgão estiveram na Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Alagoas (Semarh) para traçar a viagem de campo que será feita nos próximos dois dias às bacias hidrógráficas dos rios Mundaú e Paraíba.
Caravana que envolve IMA, ANA e Semarh percorre municípios alagoanos nesta terça e quarta
 
28.06.2010 | 17h12
Agência Alagoas
 
Nesta segunda-feira (28), técnicos da Agência Nacional de Águas (ANA) chegaram a Maceió para implantar o Sistema Geral de Alerta do Estado, similar ao instalado em Santa Catarina. Os representantes do órgão estiveram na Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Alagoas (Semarh) para traçar a viagem de campo que será feita nos próximos dois dias às bacias hidrógráficas dos rios Mundaú e Paraíba.
 
De acordo com o técnico Maurrem Vieira, da Superintendência de Gestão da Rede Hidrométrica da ANA, eles viajarão até as nascentes dos dois rios em Pernambuco, juntamente com técnicos da Semarh e do Instituto do Meio Ambiente (IMA), e percorrerão toda a bacia para identificar pontos onde instalarão sensores que transmitirão as informações, sobre o nível dos rios e a intensidade das chuvas, via celular ou satélite.
 
“Nós estamos direcionando nossa capacidade técnica não totalmente para as enchentes, mas para nossa competência, que é a implantação de um sistema de prevenção contra essas cheias”, disse o técnico Maurrem Vieira. Segundo o técnico, a concepção é a mesma da que foi montada em Santa Catarina. “Montaremos os pontos e iremos procurar pessoas nas cidades que ajudem numa possível mobilização. Esse sistema será operacionalizado pelo próprio Estado”, disse.
 
O Sistema Geral de Alerta de Enchentes é montado a partir de um Sistema de Telemetria, onde será feito um trabalho de modelagem das bacias hidrográficas e mapeamento das áreas de inundação. O segundo passo será instalar diversos sensores nos rios envolvidos nas cheias, que informarão periodicamente à ANA e ao governo do Estado sobre a situação das regiões afetadas. Por último, são nomeadas pessoas que ajudarão na mobilização em caso de alerta.
 
A caravana conjunta entre Semarh, IMA e ANA estará em campo nestas quarta e quinta-feira, 29 e 30, e contará com a presença do secretário de Estado dos Recursos Hídricos, Alex Gama; do diretor-presidente do IMA, Adriano Augusto; e do superintendente do órgão federal, Valdemar Guimarães.
Essa primeira fase, que corresponde à instalação do Sistema de Telemetria (tráfego de informações), estará em funcionamento a partir do mês de outubro. 
 
Texto:Fonte: Gazetaweb