Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Africanos visitam a ANA em busca de cooperação técnica

Africanos visitam a ANA em busca de cooperação técnica

por ASCOM/ANA publicado 02/05/2008 00h00, última modificação 14/03/2019 16h35
Representantes de Angola, Botswana e Namíbia se interessam em levar à África moldes do Projeto GEF Pantanal / Alto ParaguaiA Missão de Cooperação Técnica da Comissão Permanente para as Águas da Bacia do Rio Okavango (Okacom) estará no Brasil entre 5 e 9/5 para aprender sobre a ex
Representantes de Angola, Botswana e Namíbia se interessam em levar à África moldes do Projeto GEF Pantanal / Alto Paraguai

A Missão de Cooperação Técnica da Comissão Permanente para as Águas da Bacia do Rio Okavango (Okacom) estará no Brasil entre 5 e 9/5 para aprender sobre a experiência da Agência Nacional de Águas (ANA) na implementação do Projeto GEF Pantanal / Alto Paraguai, cujo objetivo é promover o desenvolvimento sustentável da bacia hidrográfica do Alto Paraguai, a qual engloba o Pantanal mato-grossense.

A missão africana é composta de representantes da Namíbia, de Angola e de Botswana e visa a saber como o GEF Pantanal / Alto Paraguai foi implantado, já que a bacia do Alto Paraguai se assemelha à do rio Okavango, que possui uma grande área alagada e é compartilhado por três países. Os governos das três nações e o Global Environmental Facility (GEF) estão elaborando o Projeto de Proteção Ambiental e Gestão Sustentável da Bacia Hidrográfica do Rio Okavango.

Em 5 e 6/5, a Missão de Cooperação Técnica da Okacom participará de reuniões na sede da ANA, em Brasília. Vários temas serão tratados entre brasileiros e africanos, como: a Política Nacional de Recursos Hídricos, o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (Singreh), além dos Projetos GEF Pantanal / Alto Paraguai, GEF São Francisco, GEF Amazonas e GEF Okavango.

Como a Agência Nacional de Águas já possui experiência na execução de projetos GEF, a Missão da Okacom busca conhecimento junto aos especialistas brasileiros, que apoiarão na capacitação da equipe que executará o Projeto GEF Okavango.

Além de Brasília, a Missão de Cooperação Técnica da Okacom viajará a Campo Grande (MS) para se reunir com instituições da bacia. Da capital sul-mato-grossense, os representantes africanos irão a Corumbá (MS) para conhecer o rio Paraguai e para participar de uma reunião com a Empresa Brasileira de Pesquisas do Pantanal (Embrapa Pantanal).

O rio Okavango

Passando por Angola, Botswana e Namíbia, o rio Okavango alaga uma área de aproximadamente 22 mil quilômetros quadrados no deserto de Kalahari durante o período de cheias. No local, cerca de 90% desta água evapora e o restante permanece em pleno deserto.